sábado, 22 de agosto de 2015

MINHA CARA

Pérolas Direção Espiritual 12/08/2015 - Pe. Fábio e Ziza Fernandes



Nessa conversa, nesse dialogo o que Padre Fábio de Melo e Ziza Fernandes falavam cabiam na minha boca ou melhor eram conselhos divinos para mim. Tudo muito a ver comigo, com o meu momento atual. 
Vou pincelando, colocando as pérolas que foi caindo no meu coração. 

"A música faz parte da trilha sonora da vida da gente. Tenho em cada fase da minha vida uma música que representa, o que Deus fala comigo."(Pe. Fábio)

"Quando eu sofro e tenho a coragem de colocar o meu EU acima desse sofrimento e ao mesmo tempo mostrar que esse sofrimento é fruto de uma fragilidade que me atinge, isso é muito corajoso." (Pe. Fábio)

"Tenho sofrido muito no caminho, buscando uma identidade e por isso, sempre pergunto...é isso mesmo? É isso mesmo?" (Ziza Fernandes)

"Existe uma vida interior que é regada por um sofrimento constante, é uma tensão constante." (Ziza Fernandes)

"Se você vai em Aristóteles que viveu 600 anos antes de Cristo, tem nele uma preocupação  de conduzir o homem para o caminho das virtudes, a busca do que é belo, do que é verdadeiro , do que é bom." (Pe. Fábio)

"Eu tinha uma dificuldade imensa de dizer a verdade com ternura, de passar por um filtro de amor e caridade e dizer para o outro sem acusar." (Ziza)

"Sabe o que é mais interessante? É quando agente consegue identificar na nossa história, com muita honestidade, que não é justo aquilo que eu estou te oferecendo, ainda que você tenha dado um motivo para eu me irritar, não é justo fazer com você o que estou fazendo, essa consciência vamos adquirindo com  o tempo, a medida que vamos sendo curados dos sentimentos que nos dói." (Pe. Fábio)

"Quanto de mim é um Siri na Lata? Os ferimentos que a vida vai nos fazendo, vai nos deixando reféns desse sofrimento,  não conseguimos dar um passo na direção da uma libertação."  (Pe Fábio)

"É muito importante saber quais são as minhas feridas e o que sou eu de verdade, eu sou capaz de ser melhor? Passamos a vida toda escutando as pessoas dizerem: você é difícil, você é isso, você é aquilo e acabamos assimilando  essa definição dos outros, acabamos não nos dando o direito de sonhar e de ser uma pessoa mais nobre, mais equilibrada, mais carinhosa e não se deixar conduzir pelo mesmo sempre assim, não precisa ser sempre assim, pode ser diferente, o preço é uma humilhação, o preço é humildade mesmo, baixar a cabeça, pedir desculpas, começar tudo de novo." (Ziza)

"Importante identificar quando é que esse paviozinho traz a pior parte, o que puxa esse pavio? Ser cirúrgica na pergunta, o que que nele(a), na palavra dele(a) me trouxe tanto sentimento estragado? Por que a palavra de uma pessoa provoca tanta coisa dentro de mim? (Pe. Fábio)

Como o paviozinho é puxado?
Em que circunstancia?
Em que situação?
O que me deixa cega?
O que me faz perder o chão?

Faça essas perguntas com coragem.

"Todas as suas perguntas terão as respostas onde você está, é preciso cavar, procurar, procurar, não estabelecer dependências para que essas perguntas sejam respondidas. Esse caminho é solitário, mas é o espirito que nos guia. Eu preciso responder perguntas diariamente, preciso observar  o movimento da minha alma, para onde ela está indo? Por que ela se bate às vezes? Com que ela se bate? Vou identificando onde preciso amadurecer, onde preciso ser mais humilde, onde preciso ser eu mesma. Estar sozinho é um desafio extremamente importante, quando você for rezar entre no seu quarto e feche a porta, "sobe a ponte do castelo" como Santa Tersa Davila dizia. Eu acredito realmente que estar só é uma passo de cura, é preciso que fiquemos só, é preciso ouvir o que digo para mim mesma. É nos incômodos da alma  que descobrimos que a alma está pedindo para ser alargada, tá pedindo para crescer, tá pedindo para ser melhor. Qual a ponta que tem que aparar? Qual a pedra que tá pegando no sapato?" (Ziza)

"Qual a parte de mim preciso mudar? É corajosamente que preciso subir a montanha, Jesus subia a montanha, esses momentos são desertadores, dolorosos, mas libertadores" ( Ziza Fernandes)

"O grande desafio nosso é exatamente a quietude, isso é mais que ficar em silencio" (Pe Fábio)

"Ouve cada pensamento teu e ouve o que cada um deles está querendo lhe dizer, aos poucos, você vai aquietando a alma. Eduque seu pensamento em alto nível, eduque com um livro bom, uma boa musica, um bom filme, eduque o pensamento, o superior domina o inferior. Você tem seus instintos, suas emoções, seus sentimentos, seus pensamentos, suas vontades, e aí vem o espirito. Quando lidamos com essas realidades interiores, tudo precisa ser elevado, eleve tudo a luz de Deus, nem sempre aquilo que você sentiu de imediato é Deus falando com você, as paixões da alma precisam ser dominadas de cima para baixo e não de baixo para cima, faça exercícios espirituais de levantar a ponte do castelo interior  e procure conhecer quais os "fulanos" que lhe habita". (Ziza)

"O Cristianismo é o movimento que passa por essa conquista  do que é indomável, para depois você viver a liberdade de ser quem você é, porque só quem se possui se oferece, só o livre de fato pode experimentar isso." (Pe Fábio)

"Aprenda a dizer um NÃO com a mesma qualidade do SIM, diga o NÃO com carinho, com jeito, procure domar essa acidez, essa dureza." (Ziza)

"O Cristianismo é o exercício diário de acessarmos a alma primitiva, todos nós temos regiões primitivas, às vezes regatamos o instinto tribal para justificar na verdade, um medo que sente . Escreva os 10 mandamentos que precisa perseguir, os seus 10 mandamentos de acordo com cada fase da sua vida." (Pe. Fábio)

Ex:

1. Não ser cruel com as pessoas
2. Não ser impaciente 
3. Não ser intransigente nas questões etc, etc... 

"E quando você observar que já atingiu essa meta, substitua por outra. Metabolize seus propósitos, escreva de fora para que passe para dentro. Observe diariamente o comportamento que precisa administrar melhor. Santo Antão dizia que a disciplina do corpo é a mesma disciplina do espirito, quando você disciplina o corpo, você disciplina o espirito." (Pe. Fábio) 

Amém!

Obrigada meu Deus por mais uma vez usar bocas para falar comigo. 


GUARDIÃO

Eu andava só quando ouvi uma voz me chamar
Dizendo: "Filho, necessito lhe falar"
Foi difícil de entender aquele gesto inesperado
Mas quando percebi estava sendo amado
Meu coração se abriu, meus olhos encheram-se de lágrimas
E minha boca só dizia : "Eu te amo meu Jesus"
Com a sua piedade, levante-me do chão
Estenda-me sua mão...

Seja sempre o guardião das palavras que eu falo
E também seja o pastor a conduzir os meus passos
Não me deixe por caminhos tortuosos caminhar
Mas me mostre o que é amar...
Tome conta da minha vida, ensinando-me a viver
Pra que eu possa desde agora muito mais lhe conhecer
Seja o meu melhor amigo, fique sempre do meu lado
Livrando-me do pecado...

Desde então senti que já não era mais o mesmo
Aquela solidão não havia mais em mim
Os meus olhos se voltam inteiramente ao Senhor
Depois que descobri como é grande o seu amor
Conhece o meu caminho, sabe onde ando
É o meu refúgio e a minha proteção
Está sempre me ajudando nos momentos mais difíceis Sendo a minha salvação...

quinta-feira, 9 de julho de 2015

2015 MISSÃO, PROFECIA, APOSTOLADO


.
Minha vida não parou durante todo esse tempo de ausência, muito pelo contrário foi e está sendo muito intensa, 2015 veio com uma rica experiência profissional, mas acima de tudo espiritual.

Me sinto em Missão.
Me sinto Profeta
Me sinto Discipula
Me sinto como um Apostolo
Me sinto como uma ovelha
Me sinto como um Pastor
Me sinto como uma Serva
Me sinto como Amiga de Deus
Me sinto intima de Jesus
Me sinto convivendo a toda hora com o Espírito Santo
Me sinto na presença do meu Anjo da Guarda
Me sinto FILHA DE DEUS


PARTILHAR COM UM AMIGO




Nossa!

Faz um tempinho que não escrevo no BLOG, a última postagem foi em Fevereiro. 

A ausência não foi porque Deus deixou de falar para mim, muito pelo contrário, nunca nos falamos tão intensamente como nesse ano de 2015.

ELE colocou no meu coração que deveria silenciar por um tempo, só que hoje a vontade de escrever uma Pérola, de transcrever as Pérolas que caem no meu coração foi muito forte, está dentro do contexto que vivo hoje.

Deito aqui as palavras de Padre Fábio de Melo, como Pérolas que caem no meu coração dizendo TUDO o que sinto vontade de falar, ELE fala o que nós sentimos, o que temos vontade de dizer.

Padre Boca de Deus para MIM.

E Ele inicia....

"Me sinto feliz em estabelecer essa comunhão com você, partilhar a nossa vida, agente cresce tanto quando encontra alguém que fale o assunto que precisamos falar, é um processo terapêutico em nós, a amizade é naturalmente terapêutica, porque é quando agente tem essa feliz oportunidade de partilhar o que muitas vezes nos pesa, de dividir com o outro aquilo que nos assusta, colocar pelo recurso da palavra por mais limitado que seja.

A palavra é sempre limitada, nunca consegue alcançar o cerne do coração da nossa verdade, mas por meio dela pelo menos agente tenta se aproximar. 

Quando digo alguma coisa sobre o meu sentimento,  é uma experiência de limite, porque da realidade para o meu pensamento existe uma perda, o que sinto quando penso no que sinto já existiu uma perda, quando tento falar aquilo que pensei, é ainda uma perda maior, a verdade é sempre um prejuízo.

É por isso que as pessoas que se amam  se entendem muito melhor, porque só o amor é capaz de nos dispensar da formalidade da palavra, basta olhar.

Quando mentimos não cruzamos o olhar com quem falamos, porque se cruzamos o olhar se estabelece a comunicação mais perfeita que o ser humano  pode ter, pode viver, é o que o olhar proporciona, desfrutarmos dessa satisfação, por isso é tão bom quando estamos diante de um amigo que amamos, não precisamos dizer muito, o pouco  que dizemos já é suficiente  para que entremos em comunhão com aquilo que estamos passando.

Era o que Jesus fazia, ELE era naturalmente terapêutico, conseguia arrancar a vida do outro para uma partilha que nem sempre passava pela palavra.

É fantástico o encontro de Jesus com a Samaritana, ELE não precisou perguntar muita coisa, bastou estabelecer ali uma conversa acerca de poço, de sede que sentia naquela hora, para que o conteúdo daquela vida que precisava ser partilhada, que precisava ser superada, se abrisse.

Depois da partilha é como se alguma coisa pudesse avançar na direção de uma melhora, de uma superação.

A psicologia diz que quando temos coragem de falar de uma determinada realidade que até então não tínhamos falado, estava só guardada dentro de nós, que pertencia aqueles segredos que jamais temos coragem de falar a alguém, de alguma maneira começamos a superar.

O silencio que nos amordaça, pode muitas vezes piorar uma realidade.

Quando partilho tenho condições de dar passos na direção de uma superação, é por isso que a conversa é sempre terapêutica, o que partilhamos é a mesma dor que cada um vive, dói no rico, dói no pobre, dói no preso, dói no livre, dói no amado, dói no odiado.

As realidades humanas são sempre as mesmas, nós crescemos das mesmas realidades, dos mesmos aconchegos, então é sempre muito bom quando podemos parar em um determinado momento do nosso dia e conversar com alguém que nos entenda. 

Jesus tinha uma facilidade muito grande de retirar o fardo do outro, conduz a conversa por um caminho, por uma estrada que liberta das agonias, dores, sofrimentos, culpa, naquele gesto de pedir água aquela mulher, Jesus começa a oferecer a ela um alimento infinitamente superior a água, foi provocando a Catarse.

Sabe o que significa a Catarse?

Purificação, quando vamos jogando para fora  os excessos, uma especie de desintoxicação.

É tão bom quando conversamos com alguém que nos valoriza, mesmo sabendo que temos defeitos, começa a falar das nossas qualidades, alguém que por alguns instantes nos faz esquecer tudo o que foi fracasso na nossa vida,  e começa a nos conduzir através da palavra, do argumento, abre estradas diante dos nossos olhos, nos fazendo enxergar coisas que não víamos porque só tínhamos condições de enxergar os nossos defeitos. Só tínhamos condições de perceber a vida que não tinha dado certo, estávamos impossibilitado de enxergar o futuro, só víamos o passado e de repente aquela palavra que foi motivando, semeou sonhos.

É quando alguém percebe que temos talentos para alguma coisa, sendo voz divina na nossa história, nos motivando a ir além, ir adiante.

Jesus abre estradas no coração de quem permitir, nunca é tarde deixar Jesus mostrar quais as estradas que precisamos trilhar, se estamos cansados de abrir uma bicada nova no matagal da vida acredite na palavra de Jesus que diz - 'VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS CANSADOS, CARREGADOS DE FARDOS E EU VOS DAREI DESCANSO, TOMAIS SOBRE VÓS O MEU JULGO  E SEDE DISCÍPULOS MEUS,  PORQUE SOU MANSO E HUMILDE DE CORAÇÃO  E ENCONTRAREIS DESCANSO PARA VÓS, POIS O MEU JULGO É SUAVE E O MEU FARDO É LEVE."

As vezes assumimos coisas que não são nossas.  

Quando me aproximei de Jesus, descobri o significado disso, porque quando estamos verdadeiramente diante de Jesus, ELE realiza em nós um despojamento, primeiro faz agente jogar tudo no chão, igual ao jovem rico, tem que estar de mãos vazias para estar diante de Jesus, esqueça o que você tem,  isso não servirá de nada no primeiro encontro.

Só se encontra verdadeiramente com Jesus aquele que está despojado de tudo, assuma o que é de Jesus, e verá que o que é Dele é seu também.

Jesus é o libertador, Jesus é a verdade, Jesus é a vida, esse é o julgo, ser verdadeiro, carregar a vida, ostentar  a vida.

Defender a vida é um julgo nos dias de hoje, nesse mundo que está cada vez mais indisposto a verdade, o julgo de Jesus é esse é ser verdadeiro, ser honesto, é não abrir mão de tudo aquilo que promove a vida nos dia de hoje, quando assumimos esse julgo, ele mesmo nos liberta, é o julgo que nos liberta, quando sou capaz de fazer uma parceria com a vida, parceria com a verdade, parceria com a justiça,  todo esse julgo que é do Cristo começa a me aliviar porque ele vai me despindo de tudo aquilo que até então me impedia  de ter condições de viver o julgo  que é do Cristo, estava vivendo os meus jugos, os meus fardos , os meus pesos que não me aliviam.

Os pesos de Jesus, os fardos de Jesus estes sim são capazes de nos aliviar, porque não são obrigações, são direitos que assumimos ao fazermos a experiência do Cristo.

Recebo na minha alma, faz o hospede da minha alma  e começa a me ajudar a trabalhar comigo  para fazer esse artesanato diário do meu caráter, da minha personalidade, percebendo que o que tem em mim ainda não é semelhante a Jesus, fazendo comigo aquilo que nenhum ser humano foi capaz de fazer.

Quem faz uma experiência verdadeira com Jesus, quem conhece de fato o coração de Jesus,  começa a ter contato com todas as realidades que impedem de ser quem somos.

Quem de fato faz uma experiência do coração de Jesus, vai aprendendo a lhe dar com seus egoísmos , com suas mazelas, com seus defeitos, porque num coração que está consagrado ao coração de Jesus  a matéria prima da nossa conversão são as nossas misérias, essa é a matéria prima que agrada o coração de Jesus, porque a partir dessa sede, dessa necessidade que essa matéria prima apresenta em nós, Jesus nos oferece a água da mesma maneira que ofereceu a Samaritana , é uma água espiritual, não é a água física que mata a nossa sede, mas é uma água que tem o poder de colocar nossa vida numa nova dinâmica absolutamente transformadora.

Feliz daquele que acredita que o Evangelho possa acontecer na vida de cada um."   


AMEM!


sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

CONTRÁRIOS - PÉROLAS DIREÇÃO ESPIRITUAL 18/02/2015 - PE. FÁBIO DE MELO


Só quem já provou a dor
Quem sofreu, se amargurou
Viu a cruz e a vida em tons reais

Quem no certo procurou
Mas no errado se perdeu
Precisou saber recomeçar

Só quem já perdeu na vida sabe o que é ganhar
Porque encontrou na derrota algum motivo pra lutar

E assim viu no outono a primavera
Descobriu que é no conflito que a vida faz crescer

Que o verso tem reverso
Que o direito tem um avesso
Que o de graça tem seu preço
Que a vida tem contrários

E a saudade é um lugar
Que só chega quem amou

E o ódio é uma forma tão estranha de amar

Que o perto tem distâncias
Que esquerdo tem direito
Que a resposta tem pergunta
E o problema, solução

E que o amor começa aqui
No contrário que há em mim

E a sombra só existe quando brilha alguma luz.

Só quem soube duvidar
Pôde enfim acreditar

Viu sem ver e amou sem aprisionar
Quem no pouco se encontrou
Aprendeu multiplicar
Descobriu o dom de eternizar

Só quem perdoou na vida sabe o que é amar
Porque aprendeu que o amor só é amor
Se já provou alguma dor

E assim viu grandeza na miséria
Descobriu que é no limite
Que o amor pode nascer

Nem sempre estamos no confortável da vida, muitos momentos nós nos descobrimos como se tivéssemos no avesso.

É porque estamos vivos, a vida nos desarruma constantemente, vivemos administrando os avessos, os desconfortos, aquilo que nos desconsola, aquilo que nos faz ter medo, é essa experiência de enfrentamento constante.

No território em que hoje estou situado, preciso administrar fracassos, sucessos , administrar o conflito de ser quem eu sou.

Nesse tempo da QUARESMA a Igreja nos propõe um tempo diferente, de mais recolhimento, de jejum , oração... abstinência. O que tudo isso pode provocar em nós? O que um jejum pode fazer na minha vida? Qual a repercussão de deixar de comer carne por exemplo? De deixar de fazer uma coisa que eu gosto? Será que Deus fica contabilizando com seu caderninho? Anotando... ele hoje não comeu carne...ele hoje comeu... às vezes fico pensando que nós imaginamos que Deus é bem pior que nós. Já parou para pensar que a visão que nós temos de Deus é a mesma que nós temos da gente?

Nós fazemos isso, ficamos de olho se o outro fez, se não fez, porque nós somos mesquinhos, não é bom ter uma visão de Deus como um contabilista.

Qual a repercussão em mim do sacrifício?  O sacrifício tem que ter um significado profundo em mim.

Ao renunciar alguma coisa em minha vida nessa QUARESMA, espero que isso repercuta no meu jeito de ser.

Por que?

Porque estou educando a minha vontade, que é por onde as desgraças entram na nossa vida.

Uma vontade que não esteja fortalecida é a porta de entrada para tudo o que é maligno, porque o diabo gosta de gente safada, sem vontade, preguiçosa, descompromissada, irresponsável consigo mesmo, é essa gente que ele recruta,  é semeando nesses corações preguiçosos  sementes nocivas  que o diabólico vai crescendo  em nós.

A QUARESMA é um tempo de embate contra o DIABO.

No MONTE das nossas tentações, onde estou, onde você está, com essa vida dinâmica, desorganizando as estruturas  que nos sustentam, nós também precisamos estabelecer os embates com o diabo, que não tem o menor interesse na nossa felicidade, na nossa realização. Tudo o que ele  nos oferece é péssimo, de mau gosto, destrutivo. 

Nós estamos nesse monte onde a vida é difícil , porque os ventos são muitos, quanto mais alto agente quiser viver maior será a incidência de ventos fortes.

BUSCAR AS COISAS DO ALTO, isso requer muita disposição de enfrentar ventos fortes diariamente, BUSCAR AS COISAS DO ALTO é firmar os pés e fazer a experiência do desequilíbrio constantemente.

PREPARE-SE!

Se quiser viver a dinâmica do Cristianismo em você prepare-se  para enfrentar as suas contradições , prepare-se para ver os avessos dos seus sentimentos, para ter coragem de lhe dar com aquilo que você tem de mais pérfido que às vezes você esconde .

Prepare-se para retirar esse mantinho de santidade que colocamos em nós, para ver se agente esconde os nossos defeitos, para ver se agente esconde as nossas vergonhas, prepare-se para ter a coragem de olhar em si mesma  aquilo que você repudia tanto no outro, prepare-se para ter a honestidade  de identificar que aquilo que você crucifica tanto no outro é aquilo que você não é capaz de crucificar em você.

Buscar as coisas do alto é enfrentar os ventos fortes, porque quando Deus entra na vida de uma pessoa  os ventos são tão fortes é é aí  que as hipocrisias não suportam, caem todas por terra.

Não tem como estar no alto de um monte e não sofrer os problemas da ventania, porque é no alto do monte que as coisas acontecem.

A dinâmica da vida Cristã é desinstaladora, não dá para ficar querendo só paz e sossego, como? 

O ser humano não pode crescer no sossego, para nascer você precisa ser retirado do sossego, se não lhe dão um tapa na bunda para você chorar, não respira, é assim que agente nasce, absolutamente dependente do desconforto para poder acordar, se agente nasce e não nos dão esse tapa inaugural... 

A vida cristã é desconforto e é por isso que na QUARESMA nós recordamos os desconfortos, para ver se agente acorda.

DEUS está muito mais preocupado com a repercussão desses sacrifícios, ele não anota em seu caderninho, ele apenas dá um sorriso quando percebe que seu filho avançou.

Deus sabe de mim muito mais do que eu mesmo sei, por isso não dá para acreditar nesse Deus que contabiliza  o que fazemos, na quantidade que fazemos.

É preciso olhar que o que realmente agrada a Deus é quando ELE nos percebe fortalecido no alto desse monte, quando enfrentamos os ventos contrários, porque se nós quisermos essa proposta cristã de buscar constantemente as coisas do alto, teremos que nos preparar diariamente  para fazer os enfrentamentos.

A literatura não nasce de corações muito organizadinhos, muito bonitinhos, literatura nasce do caos, de corações imperfeitos, de corações insatisfeitos, que estão no alto desse monte ficando em pé enfrentado a ventania.

O bom artista é aquele que lida diariamente com seus conflitos, se para fazer arte é preciso sacrifícios, muito mais para ser Cristão.

Deus não tem caderninho, o que Deus tem é um coração que sente com o nosso, nada agrada mais um PAI do que ver o seu filho enfrentando os ventos contrários, é isso que dá orgulho, um campeonato vencido com luta, é uma corrida que se tem de trabalhar muito para chegar ao final.

Só quem já provou a dor viu a vida em tons reais.

DEUS quer saber o resultado final daquilo que chamamos religião.

Se agente não chega ao coração dessa religiosidade,  passamos a vida inteira nas regras, passamos uma vida tocando nas vestes do Senhor, sem chegar nele.

Existem pessoas que ficam presas nas regras religiosas, mas não chegam a experimentar a espiritualidade. Quando você percebe isso? Quando está lá no alto do monte e qualquer vento derruba.

A nossa inteireza é a maior riqueza humana, é quando você  percebe que está recrutando todos os seus recursos  para que tudo isso trabalhe ao seu favor, precisamos ser inteiro.

No alto do monte a hipocrisia não suporta os ventos, são as coisas do ALTO que nos despojam.

Não há nenhum movimento neste mundo de misérias. Sinto falta de conviver, de ter espaços na minha vida que me desinstalem mais, sinto falta de pessoas que me façam aprender, ou me façam esquecer o que preciso esquecer, apreender o que é novo.

Precisamos ser estimulados o tempo todo  para que essa vida fútil não tome conta de nós, para que agente não se acostume com a hipocrisia.

A medida que escalamos esse monte das coisas mais nobres, das realidades mais altas,  ali a nossa hipocrisia não vai suportar os ventos, aí fica desnudo, tira os excessos, ai você se olha no espelho com verdade, sem maquiagem, sem mascara, sem os recursos que usamos para esconder os nossos defeitos, sinto que subindo esse monte posso ter outras riquezas, assimilar outras belezas  que não são físicas mas espirituais.

Padre Fábio de Melo
Programa Direção Espiritual - 18/02/2015

sábado, 14 de fevereiro de 2015

BUSCANDO AS COISAS DO ALTO

Pérolas do amado Pe. Fábio de Melo – Direção Espiritual de 04/02/2015



A vida nos chama todos os dias.

Qual a voz que ouvimos quando a vida nos chama?

Ninguém é por acaso, nós escutamos a voz que é internalizada em nós.
Vocação a vida é uma voz que nos chama com vozes diferenciadas, tudo depende do contexto que estamos inseridos.

Nós obedecemos a quem tem autoridade afetiva sobre nós, autoridade afetiva é quem move as nossas emoções. É por isso que todos os dias de manhã precisamos ouvir a voz da vida a nos chamar.
Todo cristão tem uma meta a alcançar.

São Paulo nos propõe uma meta – buscai as coisas do alto. Mortificai os vossos membros. Agora rejeitai a ira e o furor, pois já vos desposaste do homem velho.

Deus não muda de idéia em relação ao que ele sente pela criatura, não importa se a criatura é boa ou má.

Deus não age no mau caratismo, Deus às vezes não age numa família por causa da conduta de uma família.

O sopro inaugural dado por Deus a nós nunca muda, ele não retira esse sopro jamais.
É o nosso trabalho do dia a dia fazer com que esse sopro que nos foi dado seja transparente para o outro.

O que pode ocultar a vida de Deus em nós? É o nosso jeito de ser.

Sempre peço a Deus a graça de ser transparente. Ofereço a Deus todos os dias o meu corpo, o meu caráter, o meu jeito de ser, para que ele possa agir em cima de tudo isso.
Deus não age no nosso mau caratismo, a nossa conduta muitas vezes impede o agir de Deus, ele nos deu a liberdade e nela ELE não interfere.

Deus não nos obriga a ser bons, a bondade será sempre será uma proposta. Deus não nos obriga a AMAR, mas se abrirmos para Deus essa vontade de ser transformada, dando a ELE o livre acesso aí sim, ELE pode agir nos reformando por inteiro.

Quando nós identificamos que o nosso caráter está configurado na pessoa de Jesus, quando já somos capazes de perceber a maldade que agente realiza e volta atrás e pede perdão e recomeça, quando somos honestos o suficiente com os sentimentos mesquinhos que nós alimentamos, quando somos honestos com a crueldade que nós praticamos uns com os outros, quando eu não coloco um mantinho de santidade em cima daquilo que é podre, quando somos honestos o suficiente, Deus tem uma oportunidade maravilhosa de transformar o mundo através de nós,  transformar o mundo através das nossas atitudes.

Antes de sermos religiosos, nós já deveríamos ser honestos, ainda que eu fosse um ATEU, eu não estou desobrigado da honestidade, isso é um valor humano, é uma questão cívica.  
Há uma coisa que eu não deixo de perseguir, a oportunidade de que Deus venha batizar as minhas misérias, venha derramar sobre elas uma água santa para que eu tenha coragem de olhar para elas de frente, e permitir que essas misérias me ensinem sobre mim.

Eu não quero morrer com essas misérias em mim. Eu perdi a oportunidade de ser simples, de ser companheiro, de ser amigo,  por causa dos meus interesses mesquinhos, só que eu não quero morrer assim, eu não quero morrer amarrado nas minhas misérias, não quero, porque acredito na minha vocação cristã, eu acredito na minha vocação humana.

O cristianismo só pode me fazer bem.

Que eu busque sempre e somente as coisas do alto.


Amém! 


sexta-feira, 26 de setembro de 2014

NÃO DESISTA

 

davi-golias

 

Pérolas Sorrindo Pra Vida – Márcio Mendes

Uma vitória só é perene quando a conquistamos em Deus.

As testemunhas de Davi eram as ovelhas.

Davi pensava em Deus e nos outros.

Todos disseram para Davi desistir, ma ele tinha Deus e não desistiu. Quem tem Deus não desiste.

Davi reconheceu que estava na armadura errada.

Davi disse eu vou fazer o que sei da melhor maneira que posso para derrotar o gigante.

Davi fazia pouca coisa, mas o que fazia era bem feito porque era com o coração que fazia.

Davi escolheu cinco pedrinhas, mas só precisou de uma para derrotar o gigante.

Disse a Golias – Tu vem contra mim com espada e lança, mas eu vou contra ti com o Senhor dos exércitos.

Na nossa luta não estamos sozinhos, porque essa luta não é nossa é de Deus.

Mesmo sendo fraco Davi venceu Golias.

Davi foi para batalha para honrar Deus.

Para que cada um de nós sejamos vencedores, livres, possamos fazer aquilo que Deus quer de nós, precisamos invocar o Espírito Santo.

Em todas as obras Davi dava graças a Deus, porque era para Deus que ele trabalhava.

Quando Deus perdoa, ele liberta, capacita.

Bendito seja o Senhor meu Rochedo.

Amém!

 

CAMINHAR JUNTOS

 

Caminhar juntos

Pérolas Márcio Mendes – Sorrindo Pra Vida – 12/09/2014

Palavra meditada – Ecl 4,9-12

Ai de quem está sozinho.Quando esta pessoa cai, não há quem possa ajudar.

Caminhar só é muito difícil, melhor fazer junto dos irmãos.

Emocionalmente uma pessoa sozinha sofre em dobro.

Vale muito mais estar acompanhado do que está sozinho, se alguém ataca, juntos é mais fácil de vencer.

A corda tripla não se arrebenta facilmente.

“Dois ou mais reunidos em meu nome eu ali estarei.”

Quando duas pessoas estão juntas com Deus no meio, são três, assim o barbante não se romperá.

Quando um está em cada lado, cada um puxa a corda para um lado e no momento de tensão ela arrebenta, com Deus a tensão não romperá a corda.

A solidão castiga os nossos irmãos, como as pessoas tem sofrido solidão, isso tem sido fonte de doenças, estou me referindo as pessoas que fazem a opção por se isolar de tudo e de todos. Uma pessoa que se isola é doente e está trazendo a enfermidade para si.

Uma pessoa sozinha não dorme direito porque a mente dela diz para o corpo que ela está sozinha e precisa sempre ficar em estado de alerta, de vigília, a pessoa pode até dormir, mas não entra no estado profundo do sono, não tem um sono reparador.

A pessoa sofre com isso, o sono é sempre leve, tudo a faz acordar e é aí que ela busca os artifícios para superar esse pacote de infelicidades ex: cigarro, bebida, comida, e a consequência disso são as doenças cardio vasculares, o vicio, a obesidade.

As pessoas querem ajudar, tem compaixão de quem está sozinha, só que ninguém ajuda pela cultura que vivemos de estar mais preocupados com a própria vida.

Hoje temos pessoas morando na mesma casa isolados, encontram-se no corpo mas, não encontram na alma. Solução: Conquiste o coração dessa pessoa, o que custa agente ser delicado e educado com quem mora conosco. Não deixe seu filho se isolar, fale com ele, mas bata na porta do quarto antes de entrar.Permita que as pessoas que mora com você, conte com você.

Todos tem fraquezas, não pise nas fraquezas do outro, permita que as pessoas corrijam você.

Seja confiável e quando alguém precisar de você esteja lá, se você disser “ conte comigo”  na hora que a pessoa precisar esteja lá.

Até as pessoas ricas tem necessidade dos outros.

Para que um relacionamento faça bem, precisa respeitar certos limites, por exemplo: dar carinho não é entregar o controle da sua vida nas mãos de outra pessoa. Não faça isso! Não entregue nas mãos das pessoas o controle da sua vida, dê carinho, não controle a vida da pessoa. Você se dar não é deixar o outro roubar você.

Os laços de sangue e os laços de amizade servem para nos unir não para nos prender.

Intimidade é diferente de você se violentar, se despir , contar tudo da sua vida para alguém, o bom amigo sabe que você tem reservas , precisa de espaço, precisa respirar, dê um passo para trás, não sugue , se doe, tem pessoas que percebem que quando você se dar, elas sugam.

Antes de ter, seja.

Saber que você tem com quem contar é mais importante do que a ajuda propriamente dita.

Quem está só se expõe ao ataque.

Eu sou aquilo que sou, eu sou aquele que estou, estou com você na hora que precisar.

Nunca deixe de buscar ajuda, quem quer a fama de fazer tudo só, terá que suportar tudo só, os erros e os acertos.Certas coisas são mais penosas quando estamos só, pior do que errar é não buscar quem nos auxilie.

NINGUÉM É BOM SOZINHO!