quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Liberdade

 

canstock0006555

A mim tudo é permitido, mas, nem tudo me convém.

A mim tudo é permitido, mas, não me deixarei levar por coisa alguma.

O maior dom para o Cristão – a liberdade, o livre-arbítrio. O maior dom torna-se a maior preocupação.

O inimigo vai tentar nos aprisionar.

Prisão interior.

Por um lado sou livre – Graça que só o ser humano tem ao mesmo tempo uma grande armadilha.

Como viver a nossa liberdade?

A liberdade é relativa

A natureza nos diz que nós não somos livres

A liberdade é condicionada

A liberdade é escolha

A liberdade é situada

O ser humano em todas as suas atitudes e em todas as situações tem que ter referencial

A liberdade sem referencial é libertinagem

Os injustos não terão parte no reino de Deus

O libertino não terá parte no reino de Deus

Eu faço o que quero a hora que quero do jeito que quero - isso é libertinagem.

Eu sou dono do meu corpo – eu faço do meu corpo o que eu entender – nessa hora entra a animalização

Jesus inaugurou o novo jeito de ser livre – a liberdade com obediência

Obediência sem liberdade não pergunta.

A obediência é a face de quem é livre

Permissão e opção são coisas totalmente diferentes

A consciência humana é um sacrário inviolável

É preciso educar a consciência

O uso errado da liberdade é entrar no jogo do pecado

Você é escravo, mas, pensa que é livre

Eu posso – eu quero – eu desejo – A liberdade com pecado mistura tudo isso

Devemos pedir sempre a vontade de Deus e não a nossa.

Seduzidos pelo pecado nos tornamos prisioneiros

 

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

TRANSPARENCIA

 

images
Sinônimos:
clareza evidência limpidez lucidez nitidez perceptibilidade  diafaneídade brilho    pureza persicuidade transluzimento  diafaneidade translucidez

Antônimos: opacidade obscuridade

Há muitos dias reflito sobre m valor chamado transparencia, ter esse valor é algo que necessita de muita integridade moral;

Eclesiástico, 4

9.
Liberta da casa do orgulhoso aquele que sofre injustiça. Quando fizeres um julgamento, não o faças com azedume.

21.
desvenda-lhe seus segredos e enriquece-o com tesouros de ciência, de inteligência e de justiça.

22.
Porém, se ele se transviar, ela o abandonará, e o entregará às mãos do seu inimigo.

23.
Meu filho, aproveita-te do tempo, evita o mal;

24.

para o bem de tua alma, não te envergonhes de dizer a verdade,

25.
pois há uma vergonha que conduz ao pecado, e uma vergonha que atrai glória d graça.

26.

Em teu próprio prejuízo não te mostres parcial, não mintas em prejuízo de tua alma.

27.
Não tenhas complacência com as fragilidade do próximo,

28.
não retenhas uma palavra que pode ser salutar, não escondas tua sabedoria pela tua vaidade.

29.
Pois a sabedoria faz-se distinguir pela língua; o bom senso, o saber e a doutrina, pela palavra do sábio; e a firmeza, pelos atos de justiça.

30.

Não contradigas de nenhum modo a verdade, envergonha-te da mentira cometida por ignorância.

31.

Não te envergonhes de confessar os teus pecados; não te tornes escravo de nenhum homem que te leve a pecar.

32.
Não resistas face a face ao homem poderoso, não te oponhas ao curso do rio.

33.
Combate pela justiça a fim de salvares tua vida; até a morte, combate pela justiça, e Deus combaterá por ti contra teus inimigos.

34.

Não sejas precipitado em palavras, e (ao mesmo tempo) covarde e negligente em tuas ações.

35.
Não sejas como um leão em tua casa, prejudicando os teus domésticos e tiranizando os que te são submissos.

sábado, 18 de agosto de 2012

Já me condeno tanto!!!

Deus me entregou bem mais do que eu mereço
Talvez seja por isso
Que eu me cobre um pouco mais
Não que eu seja capaz
Mas, às vezes, é difícil
Nem sempre sei fazer, o bem que eu desejo
E, às vezes, eu me vejo
Me enganando sempre mais
Não que eu não queira acertar
Mas nem sempre é possível
Já me condeno tanto
Pelos erros que na vida eu cometi
Pelas vezes que eu não soube decidir
E assim, meu coração gritava
Desespero de quem ama
Coração, tu que estás dentro em meu peito
Me condenas desse jeito
E eu não sei por qual motivo
Se és divina voz em mim
Só te peço, por favor, eu sou humano
Não me condenes assim
Humano eu sou assim: virtudes e limites
Se agora me permites
Eu pretendo ser feliz
Sem prender-me ao que não fiz
Mas olhando o que é possível
A dor que, às vezes, vem
Me faz feliz também
Pois ela me recorda
O valor que tem a cruz
Quando a noite esconde a luz
Deus acende as estrelas

 

terça-feira, 14 de agosto de 2012

O luto, o velório a vida – Perolas de Pe. Fábio de Melo

 

Cigarra

Toda vez que falamos em sofrimento, de insegurança de medo, falamos de limites. E nessa hora também podemos perceber o cuidado de Deus na nossa vida.

No sofrimento perdemos a graça, perdemos a mobilidade, mas, nossos olhos encontra alguém que nos segura.

Jesus recebe a noticia de que Lazaro estava morto. Lazaro o melhor amigo de Jesus. Betânia representava para Jesus o lugar de descanso, está com os amigos de Betânia era para ele o lugar onde renovava as forças.

Jesus viveu para fora, ele não se economizou. Nesse contato intenso tinha uma vida interior preservada.

Não devemos construir cercas.

Se um dia estiver no velório de alguém, esteja para chorar junto com ela. Não devemos ter respostinhas prontas.

É preciso estar com pessoas que veem além das aparências. Jesus foi ao tumulo de Lazaro que já estava morto há quatro dias. Jesus não se prende as regras. Jesus diz Lazaro vem para fora, o sepulcro não é seu lugar.

Falemos de mortes não biológicas. O grande problema da morte é o sepulcro. Se fixar os olhos na lapide é provável que o desespero tome de conta. A Pedra é imóvel, a Pedra é definitiva, se olhar para lapide, viverá a desesperança, Jesus não quer isso.

Experimentamos a experiência de estar dentro do sepulcro, no silencio, no vazio, sem esperança, sem luz, mas, atenção, pode ser a pessoa mais amada do mundo, três dias depois, você já não encontra a pessoa amada, mas, um triste processo de putrefação, entrou em processo de decomposição, por isso o sepulcro é um lugar de sofrimento, de abandono, não há nada. Porem, se eu olho para o sepulcro como um lugar de transição ai sim ele fica revestido de esperança.

Quantas vezes você já morreu?

A Cigarra

Renato Teixeira

Tantas vezes me mataram
Tantas vezes eu morri
Mas agora estou aqui
Ressuscitando

Agradeço ao meu destino
E a essa mão com um punhal
Porque me matou tão mal
E eu segui cantando

Cantando ao sol
Como uma cigarra
Depois de um ano embaixo da terra
Igual a um sobrevivente
Regressando da guerra

Tantas vezes me afastaram
Tantas reapareci
E por tudo que vivi
vivi chorando

Mas depois de tanto pranto
Eu aos poucos percebi
Que o meu sonho não tem dono
E segui cantando

Cantando ao sol
Como uma cigarra
Depois de um ano embaixo da terra
Igual a um sobrevivente
Regressando da guerra

Tantas vezes te mataram
Tantas ressuscitarás
Tantas noites passarás
Desesperando

Mas na hora do naufrágio
Na hora da escuridão
Alguém te resgatará
Para ir cantando

Cantando ao sol
Como uma cigarra
Depois de um ano embaixo da terra
Igual a um sobrevivente
Regressando da guerra

Sem medo de errar tenho certeza, que todos se identificam com essa musica, no sofrimento desenhamos a alma, esculpimos o caráter, não temos o direito de ver o sofrimento passar por nós e ficar do mesmo jeito, precisamos sair melhor, o sofrimento é o tempo exato de preparo.

Como saber o tempo de sair desse estágio?

Quando o teu sofrimento se torna infértil, sofrer é purificar, a lagrima é um processo de cura, essa lagrima precisa lavar dentro, não só por fora, em desespero, eu manifesto a dor que tenho, mas, tenho que buscar recursos para sair dessa dor, não posso ficar me lamentando, lamentando, temos o direito de chorar, mas, se não saímos desse estagio com um tempo ficamos aborrecido, se eu estou em processo de perda, não quero consolo eu quero chorar, o velório não pode se estender além do tempo.

O carente sofredor gosta de estender o velório, faz um tricô, não esquece. Velório não é apenas situação de morte, a vida consiste para organizarmos o luto, o que fazemos com o ruim da vida? Não importa importa o que a vida fez com você, importa o que você faz com o ruim da vida que nos acontece.

Saia desse luto, saia do sepulcro.

O Cotidiano

 

 

2279875

Assim diz o Senhor para mim “não temas eu sou contigo, não te assombres pois, eu sou teu Deus, eu te ajudo, eu te sustento com a destra da minha cabeça”

Por qual janela eu vejo as coisas?

Por qual janela eu vejo os fatos?

Por qual janela eu vejo as atitudes?

EM NOME DO PAI DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO! AMÉM!

“Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis. E acendei neles o fogo do Vosso amor. Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado, e renovareis a face da terra. OREMOS: Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a Luz do Espírito Santo, Fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito, E gozemos sempre da Sua consolação, por Cristo Senhor Nosso. Amém!”

— Como é doce ao paladar vossa palavra, ó Senhor!

— Como é doce ao paladar vossa palavra, ó Senhor!

Salmo 118.

O Espírito Santo renova todas as coisas, que estejamos com o coração aberto, desejosos para conhecer o amor do Senhor e sermos transformados por sua misericórdia.

Evangelho (Mateus 18,1-5.10.12-14) - São Maximiliano M. Kolbe

— O Senhor esteja conosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Quem é o maior no Reino dos Céus?” 2Jesus chamou uma criança, colocou-a no meio deles 3e disse: “Em verdade vos digo, se não vos converterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus. 4Quem se faz pequeno como esta criança, este é o maior do Reino dos Céus. 5E quem recebe em meu nome uma criança como esta é a mim que recebe.

10Não desprezeis nenhum desses pequeninos, pois eu vos digo que os seus anjos nos céus veem sem cessar a face do meu Pai que está nos céus. 12Que vos parece? Se um homem tem cem ovelhas, e uma delas se perde, não deixa ele as noventa e nove nas montanhas, para procurar aquela que se perdeu? 13Em verdade vos digo, se ele a encontrar, ficará mais feliz com ela, do que com as noventa e nove que não se perderam. 14Do mesmo modo, o Pai que está nos céus não deseja que se perca nenhum desses pequeninos”.

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor.

sábado, 11 de agosto de 2012

ORAÇÃO DE RENÚNCIA

 

Em nome de Jesus Cristo,
pelo Seu Sangue derramado na Cruz,
por intercessão da Virgem Maria, dos Anjos e dos Santos,
eu expulso de mim Satanás, autor do mal e de todo o pecado,
pois Ele é pai da mentira.

Renuncio a todo o espírito de impaciência e de raiva,
de ressentimento e mágoa, de tensão nervosa, de insónia,
de agressividade, de mentira e calúnia,
de maledicência e murmuração, de ira e de ódio,
de pavor e desespero, de incompreensão e rancor,
de juízo temerário e presunção.

Renuncio a todo o espírito de desânimo e tristeza,
de melancolia e solidão, de abandono e rejeição,
de histeria e de fechamento em depressão.

Renuncio ao espírito de fracasso e frustração.

Renuncio ao espírito de desconfiança do amor de Deus e do próximo,
de auto-rejeição e auto-condenação, de egoísmo e auto-suficiência
e a todo o espírito de timidez e insegurança

Renuncio a todo o desejo de fracasso e de morte do meu irmão,
a todo o espírito de injustiça e opressão,
a todo o espírito de revolta contra Deus e contra o irmão.
Renuncio também a todo o espírito de revolta contra a mim mesmo
e de não-aceitação das minhas limitações.

Renuncio a todo o espírito de acusação e perseguição,
de activismo, insónia e agitação
e a todo o espírito de desequilíbrio emocional e psíquico.
Renuncio a todo o espírito de opressão,
de depressão, de isolamento e esgotamento.

Renuncio a todo o espírito de autodestruição
e de não-aceitação da minha história,
da minha família, dos meus erros, fracassos e pecados.

Renuncio a todo e qualquer espírito de medo:
medo de Deus, de Satanás, medo da autoridade,
medo de amar e ser amado,
medo do futuro e do fracasso,
medo da doença e da morte,
medo da altura e do escuro.

Renuncio ao medo de animais e tempestades,
ao medo de acidentes e assaltos,
ao medo de falar em público,
ao medo de proclamar o Teu Evangelho,
ao medo de me afirmar como cristão em qualquer lugar,
ao medo de partilhar os dons recebidos,
ao medo de perder um familiar e ao medo da condenação eterna,
ao medo do sofrimento e da entrega total nas mãos do Senhor.

Renuncio a todo o espírito do complexo de inferioridade e de auto-comiseração;
renuncio a todo o espírito de angústia e de preocupação,
a todo o espírito de traumas pelas doenças mentais e físicas;
renuncio a todo o espírito de materialismo,
ao espírito de avareza e de apego as coisas materiais e ao dinheiro.
Renuncio ao espírito de apego as pessoas e cargos que eu possa ter assumido.

Renuncio a todo o espírito de gula, droga e fumo,
a todo o espírito de alcoolismo.
Renuncio ao espírito de ciúme e inveja;
ao espírito de preguiça e hipocrisia;
ao espírito de falsidade e adulação;
e a todo o espírito de palavrão e piada.
Renuncio também a espírito de blasfémia e sacrilégio.

Renuncio a todo o espírito de impureza, de sexo desordenado,
luxúria, masturbação, fornicação, adultério,
homossexualismo e lesbiacismo, orgia e farra.

Renuncio a todos os espíritos impuros ligados a revistas e filmes pornográficos.
Renuncio a todos os programas de rádio e televisão que ofendem a castidade,
a justiça social e os valores cristãos.

Renuncio ao aborto e todas as formas que suprimem a vida.

Renuncio a todo o espírito de falsa religião:
seicho-no-ie, esoterismo, maçonaria e rosa cruz,
a todo espírito de superstição e descrença,
de duvida e confusão religiosa,
de controle da mente e pirâmide,
de horóscopo, sortilégio e cartomante.

Renuncio, todo espírito de magia branca e negra,
bruxaria e satanismo, espiritismo e umbanda, macumba e sarava,
xangó e mesa branca, candomblé e congá,
quimbanda e terreiro, curandeiro e benzedeira.

Renuncio, todos os espíritos e espíritos guias,
que invocaram sobre mim,
a toda carga genética de traumas e taras
que herdei de meus avos e meus antepassados,
a todo efeito de encosto, consagração, baptismo ou cruzamento,
feito na minha pessoa, em qualquer falsa religião.

Renuncio, todo espírito de maldição ou pragas
que meus pais, espíritas ou outras pessoas, invocaram sobre mim.

E renuncio, também a todos os remédios e passes espíritas,
água fluídica e maus olhados,
renuncio a todos os trabalhos e despachos que rogaram sobre mim,
sobre a minha família e sobre o meu trabalho e meus bens.

Renuncio, todo efeito de defumação e benzimento,
e a todo espírito de contaminação do ambiente espírita,
materialista, ateu e imoral, em que eu vivo e trabalho.

Renuncio, a todos os objectos supersticiosos,
figas ou amuletos, buddas … que trago comigo ou que tenho em casa.

Ordeno a todos os espíritos do mal,
dos quais o Senhor Jesus Cristo me libertou,
que se prostrem, de joelho, diante da Santa Cruz,
e Nosso Senhor Jesus Cristo, o Filho de Deus Bendito, disponha deles.
E proíbo que volte a mim para me prejudicar.

Ó Maria, Nossa Senhora, ó Virgem Imaculada,
Concebida sem pecado original,
ó São José, esposo castíssimo da Virgem Santa Maria,
mãe de Deus e mãe nossa,
intercedei por mim, para que Jesus Cristo, o Senhor,
me envolva com o Seu amor,
me salve com o Seu Poder, e me lave com o Seu Sangue.
Que o Divino Espírito Santo habite em mim e me santifique.

Obrigado, Senhor Jesus, porque me libertastes,
me perdoastes e me curastes com o poder do Vosso Santo Nome,
pelo Vosso Sangue e pela intercessão da Virgem Maria.

Senhor Jesus Cristo, neste momento,
eu Vos consagro todo o meu ser e ter,
o meu passado, o meu presente e o meu futuro,
a minha família e o meu trabalho
e Vos proclamo como meu único Deus e Senhor.
Amen, Amen, Amen, Aleluia, Glória …

domingo, 5 de agosto de 2012

Perolas Evento Canção Nova–Fé e Milagres

  • Quando gritamos com alguém que está perto é porque queremos que essa pessoa fique longe. Quando murmuramos falamos baixo porque queremos que somente essa pessoa escute. Deus murmura para mim e para você que está lendo essa mensagem.
  • Moises abre o Mar Vermelho, o povo viu aquilo e esqueceu. Povo mal agradecido, saiu do Egito com milagres, o povo que presenciou o milagre reclama de Deus.
  • Deus realiza milagres e prodígios e nós ainda reclamamos, o povo que reclama é  o povo escolhido, mesmo na ingratidão do povo, Deus escuta.
  • Deus manda o maná.
  • Nós somos pecadores e ingratos e sabe o que é belo? O belo é que Deus ainda nos escuta, Deus não olha para as nossas faltas, se ELE olhasse para nossas faltas e pecados, ficaríamos sem mudar, Deus não quer que erremos , Deus não olha seus defeitos e pecados, Deus simplesmente AMA.
  • Como você tem amado as pessoas da sua casa ou do seu trabalho? Você só ama quem lhe ama?Deus quer que você ame quem não lhe ama.
  • Nós não morremos de fome, morremos de sede. Jesus é esperto. Levou o povo para um  monte que tinha sete fontes. Não gaste a vida com alimentos que sejam passageiros. Procure aquilo que é eterno, pão da vida, eucaristia, é isso que te levará para o céu.
  • Equilíbrio, administre seu tempo. O seu futuro está em Deus, lembre-se disso, o Senhor te chama ao céu, é lá que você vai morar com a graça de Deus.
  • Qual o sinal? Cuidado para não ir de sinal em sinal, o sinal é importante, as curas, os  milagres, mas DEUS é maior que tudo, o foco é Nele. Não peça a Deus a cura , não peça a Deus para tirar o seu espinho da carne. Peça a DEUS  a graça da Fortaleza, para suportar o espinho na carne. Deus não desiste de você, por isso não desista da sua família. Por favor, não continue a viver como um Povo que não acredita em Deus.
  • O Senhor é o Senhor da minha casa, da minha família e do meu futuro.
  • Despoja-te pois, do homem velho.Renuncie ao  homem velho, renuncie.
  • Muitos hoje seguem a Jesus por curiosidade. Por isso, poucos são curados, numa multidão poucos foram curados HOJE e ANTES, a FÉ é quem cura.

“Se queres”
Jesus, Jesus, Senhor Jesus tem compaixão de nós!
Jesus, Jesus, Senhor Jesus tem compaixão de nós!
Se queres podes curar, se queres podes curar, se queres podes curar cada um de nós.
Se queres podes curar, se queres podes curar, se queres podes curar cada um de nós.
Tu és o médico dos médicos, oh Deus de poder
O impossível a nós Tu podes fazer
Tão grande é o Teu amor e podes nos curar,
Se queres Senhor.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

As montanhas mudarão de lugar

 

Deus da minha história Kyrios Dei

Que a minha vida seja um dom Que a minha alma agrade ao meu Senhor, o Deus da minha história Que eu não tenha medo de prosseguir pois só com Ele eu sei onde devo ir Não quero voltar atrás Eu vou me lançar em Teus braços Estando contigo não sou fraco Tu me sustentas Tu me amparas Todas as montanhas mudarão de lugar Montes e colinas podem se abalar Mas continuarei Te amando Deus da minha história

 

Arrogância

A arrogância Se existe uma coisa que deixa o meu coração doído, entristecido é quando encontro, quando vejo, quando conheço, quando convivo...