Pular para o conteúdo principal

MINHA CARA

Pérolas Direção Espiritual 12/08/2015 - Pe. Fábio e Ziza Fernandes



Nessa conversa, nesse dialogo o que Padre Fábio de Melo e Ziza Fernandes falavam cabiam na minha boca ou melhor eram conselhos divinos para mim. Tudo muito a ver comigo, com o meu momento atual. 
Vou pincelando, colocando as pérolas que foi caindo no meu coração. 

"A música faz parte da trilha sonora da vida da gente. Tenho em cada fase da minha vida uma música que representa, o que Deus fala comigo."(Pe. Fábio)

"Quando eu sofro e tenho a coragem de colocar o meu EU acima desse sofrimento e ao mesmo tempo mostrar que esse sofrimento é fruto de uma fragilidade que me atinge, isso é muito corajoso." (Pe. Fábio)

"Tenho sofrido muito no caminho, buscando uma identidade e por isso, sempre pergunto...é isso mesmo? É isso mesmo?" (Ziza Fernandes)

"Existe uma vida interior que é regada por um sofrimento constante, é uma tensão constante." (Ziza Fernandes)

"Se você vai em Aristóteles que viveu 600 anos antes de Cristo, tem nele uma preocupação  de conduzir o homem para o caminho das virtudes, a busca do que é belo, do que é verdadeiro , do que é bom." (Pe. Fábio)

"Eu tinha uma dificuldade imensa de dizer a verdade com ternura, de passar por um filtro de amor e caridade e dizer para o outro sem acusar." (Ziza)

"Sabe o que é mais interessante? É quando agente consegue identificar na nossa história, com muita honestidade, que não é justo aquilo que eu estou te oferecendo, ainda que você tenha dado um motivo para eu me irritar, não é justo fazer com você o que estou fazendo, essa consciência vamos adquirindo com  o tempo, a medida que vamos sendo curados dos sentimentos que nos dói." (Pe. Fábio)

"Quanto de mim é um Siri na Lata? Os ferimentos que a vida vai nos fazendo, vai nos deixando reféns desse sofrimento,  não conseguimos dar um passo na direção da uma libertação."  (Pe Fábio)

"É muito importante saber quais são as minhas feridas e o que sou eu de verdade, eu sou capaz de ser melhor? Passamos a vida toda escutando as pessoas dizerem: você é difícil, você é isso, você é aquilo e acabamos assimilando  essa definição dos outros, acabamos não nos dando o direito de sonhar e de ser uma pessoa mais nobre, mais equilibrada, mais carinhosa e não se deixar conduzir pelo mesmo sempre assim, não precisa ser sempre assim, pode ser diferente, o preço é uma humilhação, o preço é humildade mesmo, baixar a cabeça, pedir desculpas, começar tudo de novo." (Ziza)

"Importante identificar quando é que esse paviozinho traz a pior parte, o que puxa esse pavio? Ser cirúrgica na pergunta, o que que nele(a), na palavra dele(a) me trouxe tanto sentimento estragado? Por que a palavra de uma pessoa provoca tanta coisa dentro de mim? (Pe. Fábio)

Como o paviozinho é puxado?
Em que circunstancia?
Em que situação?
O que me deixa cega?
O que me faz perder o chão?

Faça essas perguntas com coragem.

"Todas as suas perguntas terão as respostas onde você está, é preciso cavar, procurar, procurar, não estabelecer dependências para que essas perguntas sejam respondidas. Esse caminho é solitário, mas é o espirito que nos guia. Eu preciso responder perguntas diariamente, preciso observar  o movimento da minha alma, para onde ela está indo? Por que ela se bate às vezes? Com que ela se bate? Vou identificando onde preciso amadurecer, onde preciso ser mais humilde, onde preciso ser eu mesma. Estar sozinho é um desafio extremamente importante, quando você for rezar entre no seu quarto e feche a porta, "sobe a ponte do castelo" como Santa Tersa Davila dizia. Eu acredito realmente que estar só é uma passo de cura, é preciso que fiquemos só, é preciso ouvir o que digo para mim mesma. É nos incômodos da alma  que descobrimos que a alma está pedindo para ser alargada, tá pedindo para crescer, tá pedindo para ser melhor. Qual a ponta que tem que aparar? Qual a pedra que tá pegando no sapato?" (Ziza)

"Qual a parte de mim preciso mudar? É corajosamente que preciso subir a montanha, Jesus subia a montanha, esses momentos são desertadores, dolorosos, mas libertadores" ( Ziza Fernandes)

"O grande desafio nosso é exatamente a quietude, isso é mais que ficar em silencio" (Pe Fábio)

"Ouve cada pensamento teu e ouve o que cada um deles está querendo lhe dizer, aos poucos, você vai aquietando a alma. Eduque seu pensamento em alto nível, eduque com um livro bom, uma boa musica, um bom filme, eduque o pensamento, o superior domina o inferior. Você tem seus instintos, suas emoções, seus sentimentos, seus pensamentos, suas vontades, e aí vem o espirito. Quando lidamos com essas realidades interiores, tudo precisa ser elevado, eleve tudo a luz de Deus, nem sempre aquilo que você sentiu de imediato é Deus falando com você, as paixões da alma precisam ser dominadas de cima para baixo e não de baixo para cima, faça exercícios espirituais de levantar a ponte do castelo interior  e procure conhecer quais os "fulanos" que lhe habita". (Ziza)

"O Cristianismo é o movimento que passa por essa conquista  do que é indomável, para depois você viver a liberdade de ser quem você é, porque só quem se possui se oferece, só o livre de fato pode experimentar isso." (Pe Fábio)

"Aprenda a dizer um NÃO com a mesma qualidade do SIM, diga o NÃO com carinho, com jeito, procure domar essa acidez, essa dureza." (Ziza)

"O Cristianismo é o exercício diário de acessarmos a alma primitiva, todos nós temos regiões primitivas, às vezes regatamos o instinto tribal para justificar na verdade, um medo que sente . Escreva os 10 mandamentos que precisa perseguir, os seus 10 mandamentos de acordo com cada fase da sua vida." (Pe. Fábio)

Ex:

1. Não ser cruel com as pessoas
2. Não ser impaciente 
3. Não ser intransigente nas questões etc, etc... 

"E quando você observar que já atingiu essa meta, substitua por outra. Metabolize seus propósitos, escreva de fora para que passe para dentro. Observe diariamente o comportamento que precisa administrar melhor. Santo Antão dizia que a disciplina do corpo é a mesma disciplina do espirito, quando você disciplina o corpo, você disciplina o espirito." (Pe. Fábio) 

Amém!

Obrigada meu Deus por mais uma vez usar bocas para falar comigo. 


GUARDIÃO

Eu andava só quando ouvi uma voz me chamar
Dizendo: "Filho, necessito lhe falar"
Foi difícil de entender aquele gesto inesperado
Mas quando percebi estava sendo amado
Meu coração se abriu, meus olhos encheram-se de lágrimas
E minha boca só dizia : "Eu te amo meu Jesus"
Com a sua piedade, levante-me do chão
Estenda-me sua mão...

Seja sempre o guardião das palavras que eu falo
E também seja o pastor a conduzir os meus passos
Não me deixe por caminhos tortuosos caminhar
Mas me mostre o que é amar...
Tome conta da minha vida, ensinando-me a viver
Pra que eu possa desde agora muito mais lhe conhecer
Seja o meu melhor amigo, fique sempre do meu lado
Livrando-me do pecado...

Desde então senti que já não era mais o mesmo
Aquela solidão não havia mais em mim
Os meus olhos se voltam inteiramente ao Senhor
Depois que descobri como é grande o seu amor
Conhece o meu caminho, sabe onde ando
É o meu refúgio e a minha proteção
Está sempre me ajudando nos momentos mais difíceis Sendo a minha salvação...

Postagens mais visitadas deste blog

O luto, o velório a vida – Perolas de Pe. Fábio de Melo

Toda vez que falamos em sofrimento, de insegurança de medo, falamos de limites. E nessa hora também podemos perceber o cuidado de Deus na nossa vida. No sofrimento perdemos a graça, perdemos a mobilidade, mas, nossos olhos encontra alguém que nos segura. Jesus recebe a noticia de que Lazaro estava morto. Lazaro o melhor amigo de Jesus. Betânia representava para Jesus o lugar de descanso, está com os amigos de Betânia era para ele o lugar onde renovava as forças. Jesus viveu para fora, ele não se economizou. Nesse contato intenso tinha uma vida interior preservada. Não devemos construir cercas. Se um dia estiver no velório de alguém, esteja para chorar junto com ela. Não devemos ter respostinhas prontas. É preciso estar com pessoas que veem além das aparências. Jesus foi ao tumulo de Lazaro que já estava morto há quatro dias. Jesus não se prende as regras. Jesus diz Lazaro vem para fora, o sepulcro não é seu lugar. Falemos de mortes não biológicas. O grande problema da morte é o …

Indiferença

Hoje o tema que escolhi para postar foi a indiferença.Se quiseres machucar uma pessoa, seja indiferente a ela.O que Jesus diria dos indiferentes? Dos que ignoram o outro?Algumas perolas que li e concordo.Autor: Jorge Humberto“A indiferença é a hostilidade em pessoa e é por si só o pior dos sentimentos humanos, que se pode oferecer sem um pingo de arrependimento, aos nossos semelhantes. Quem usa de indiferença castiga sobremaneira a outra pessoa sem que esta se possa defender, pois o indiferente não oferece abertura, para uma conversação, já que se fecha na sua inimizade. O pior é que a pessoa indiferente no trato com o outro, tira prazer disso no seu egocentrismo desumano e incansável, pois estas pessoas gostam de causar dano às pessoas de bem. A indiferença maltrata sem uma única réstia de arrependimento.Quem é indiferente basta-se a si próprio, ou assim o julga, e retira desse sentimento defeituoso um gozo inesgotável, que gosta de apregoar aos sete ventos. São pessoas sarcásticas e…

Escolha a melhor parte

Pérolas da Pregação Sorrindo Pra Vida – Canção Nova Márcio MendesA Palavra meditada, hoje, está em São Lucas 10,38-42:
"Enquanto caminhavam, Jesus entrou num povoado, e certa mulher, de nome Marta, o recebeu em sua casa. Sua irmã, chamada Maria, sentou-se aos pés do Senhor, e ficou escutando a sua palavra. Marta estava ocupada com muitos afazeres. Aproximou-se e falou: 'Senhor, não te importas que minha irmã me deixe sozinha com todo o serviço? Manda que ela venha ajudar-me!' O Senhor, porém, respondeu: 'Marta, Marta! Você se preocupa e anda agitada com muitas coisas; porém, uma só coisa é necessária, Maria escolheu a melhor parte, e esta não lhe será tirada'."Bendito seja Deus por essa Palavra! Há muitas maneiras de nos relacionarmos com Deus, como há muitas maneiras de nos relacionarmos com as pessoas, porque nós nos relacionamos do jeito humano Nós nos relacionamos por meio de afetos, de interesses, obrigações, por meio de responsabilidades, prazer, traba…