sexta-feira, 9 de maio de 2014

MARIA A NOVA EVA

 

 

Nossa Senhora_ Vladimir

Estamos no mês de Maio, as vésperas do dia das mães, e eu não podia deixar de postar no BLOG uma homenagem a minha, a nossa mãe Maria porta do céu.

Posto Perolas do Vídeo de Padre Paulo Ricardo, que está no YOU TUBE intitulado  A MÃE DO SALVADOR E NOSSA VIDA INTERIOR. É uma explicação profunda sobre essa devoção.

O resumo do vídeo diz o seguinte:  A devoção a este ou aquele santo não é obrigatória. Mas, com a Virgem Santíssima não é assim. Desde o tempo dos apóstolos, a Igreja ensina que Nossa Senhora possui um papel determinante na salvação da humanidade. Entenda o porquê a partir das explicações do padre Reginaldo Garrigou-Lagrange.

Eis as Perolas do Padre Paulo Ricardo.

Por que Maria é a nova EVA?

Maria é a nova EVA porque Jesus é o novo ADÃO, falamos de uma contraposição entre Jesus e Adão e Maria tem a unanimidade de ser chamada de nova EVA.

Maria é chamada dessa forma, desde tempos muito remotos e isso, já é um grande mistério. Como é possível que nunca época tão remota todos chamem Maria de nova EVA, se não tinha comunicação como temos hoje?

Se não existe comunicação entre os galhos é porque vem do troco, existem muitos testemunhos de Padres a esse respeito. E o que quer disser isso?

Jesus é o novo ADÃO porque é uma regeneração da humanidade, pelos primeiros entrou o pecado, por Jesus e Maria entrou a redenção.

O nosso redentor é Cristo, e Maria colabora como co-redentora, da mesma forma que Deus é a origem, Jesus é o redentor, é dele que vem a nossa redenção, mas Maria é a arvore que gerou esse fruto, foi ela que nos deu esse redentor.

Jesus poderia ter vindo de outra forma, Deus pode tudo, mas ele não quis isso, ele quis que houvesse uma participação da criatura humana, e essa criatura humana é Maria.

Essa é a grande dificuldade dos nossos irmãos Evangélicos em entender isso. Deus é a origem da nossa salvação, Jesus derramou o seu sangue , mas quem deu a Jesus um corpo humano para ser sacrificado na cruz foi Maria, ela deu a Jesus um corpo, abrigou em seu ventre esse corpo, não podemos banalizar essa participação de Maria. Ela colaborou com a salvação. É Deus quem salva, Maria colabora, participa nessa obra de salvação. Maria é mãe de toda a humanidade. Maria é mãe de cada ser humano individualmente, inclusive dos infiéis.

Na cruz nós fomos regenerados ou seja, gerados outra vez, a humanidade inteira teve a salvação embora a humanidade ainda não colheu os frutos dessa salvação.

Na cruz nós fomos gerados outra vez por isso, Jesus é um novo ADAO.

Deus quis uma mãe para essa nova humanidade, por isso Jesus disse a João “filho eis aí a tua mãe”,  quando Jesus pronuncia na cruz “eis aí a tua mãe”, ele está constituindo a Virgem Maria como mãe da humanidade, de uma forma geral.

Na redenção fomos gerados por Maria. A maternidade de Maria tem o sentido moral, porque ela participou nos métodos, na intercessão, ela é co- redentora, Jesus quis associa-la na redenção, Deus quis isso.

Quando Maria deu a Cristo o seu corpo para ser sacrificado na cruz, ela estava dando o que iria quebrar o seu coração imaculado, ela sabia que Jesus seria crucificado, houve a profecia de Simeão quando disse que uma espada iria traspassar o seu coração, quando isso aconteceu o coração de Maria foi crucificado junto, é por isso que ela é co-redentora, embora ainda não tenha sido proclamado como dogma, mas pode ser, no futuro isso pode ser reconhecido, porque os Papas reconhecem isso.

Todos os dogmas Marianos que foram proclamados ate agora fala de Maria em si mesma, ainda não foi proclamado o dogma de Maria para conosco, Maria co- redentora e Maria medianeira.

Se você quer entender Mariologia, se quer entender Nossa Senhora, é preciso reconhecer que estamos tratando de um mistério, e não de uma pessoa qualquer, ou uma Santa qualquer, Maria por ser mãe de Deus, participa dessa união hipostática, Maria é um grande mistério. Com diz o antigo testamento quem é essa que avança sobre a aurora? Maria é um grande mistério.

Como Maria é nossa mãe?

Ela é nossa mãe porque fomos gerados na cruz, porque ela é a mãe do Salvador.

Maria é mãe dos infiéis budistas, mulçumanos, xintoístas… é mãe dos infiéis.

É  medianeira de todas as graças que chega a essa pessoas, graças suficiente para salvação.

Antes que o missionário saia do seu país, a graça de Deus já precedeu, e a dispensadora dessa graça é  Maria Santíssima, dispensadora no sentido de participação, assim como a graça veio ao mundo por Maria, a graça continua vindo ao mundo por Maria.

Maria é mãe do Cristão que está em pecado mortal, porque Maria dá a ele mais fé, mais esperança de reconciliação com Deus, a pessoa que está em pecado mortal perdeu a graça santificante.

Maria é mãe do justo, da pessoa que está em estado de graça, porque também vem dela essa graça santificante.

Tudo isso não é muito exagerado?

Não. Porque Maria é aquela que gera o Cristo em nós. Deus na sua providencia deliberou que Maria gerasse a humanidade inteira que está pre-disposta para ser Igreja, que está “equipada” por Deus para um dia ser Igreja, portanto Maria é mãe da humanidade inteira, porque fomos gerados na cruz, Jesus disse “eis aí a tua mãe, isso é performativo , então ali Maria com aquele sofrimento com o coração transpassado pela espada estava unindo o seu sofrimento ao de Jesus.

Esse ícone, essa foto acima está no Site do Padre Paulo Ricardo, e ele explica esse ícone da seguinte forma: quero que vocês se concentrem no rosto. O rosto de Nossa Senhora, e o rosto de Jesus é que são os originais, vejam que Nossa Senhora olha para nós, o rosto dela é mais sombrio, o de Jesus é mais claro, é como se Jesus estivesse olhando para ela, consolando, é como se ela acabasse de receber a profecia de Simeão, isso simbolicamente, Maria está olhando o sofrimento do seu filho, é como se nos dissesse - veja o que ele vai sofrer por você, esse olhar é um olhar que cura realmente. Nesse ícone é um coração sofrido, não deprimido, esse sofrimento é fiat(Faça-se em mim conforme a tua palavra)  ela aceita livremente por isso, é co-redentora.

Maria ao gerar o filho em Nazaré estava gerando aquele que seria sacrificado, quando dizemos que Maria é co-redentora não queremos dizer quer existem dois redentores, Cristo é o redentor,como Deus é a origem do universo, Maria é causa subordinada, porem é uma causa subordinada total e não parcial, por isso ela é redentora, a origem de um fruto é também arvore, Jesus redimiu tudo, e ela foi co- redentora de tudo, e por isso medianeira de todas as graças.

Maria sendo uma medianeira recebe de Jesus as graças, e distribui na terra.

A devoção a nossa Senhora não é obrigado, essa devoção é uma escolha, mas para o Cristão ser devoto de Maria é uma unanimidade do Oriente ao Ocidente.

Arrogância

A arrogância Se existe uma coisa que deixa o meu coração doído, entristecido é quando encontro, quando vejo, quando conheço, quando convivo...