Pular para o conteúdo principal

Viverei para proclamar do Céu eu sou

 

 

jeremias18_6

PHN – Perolas da Homilia Pe. Fábio de Melo

Alegrai-vos!!!

Precisamos buscar os recursos do dia de hoje para divulgar o que é eterno, por isso escrevo pela Internet.

Não mudamos o conteúdo, mas, o involucro, aqui são perolas que caem em meu coração

Alegria como testemunho de que Deus está acontecendo dentro de mim

Alegria elemento naturalmente evangelizador, alegria que está em nós mesmo quando não estamos sorrindo

Eu não me sinto só, Deus está comigo o tempo todo

Hoje lido diferente com as tribulações porque estou visitada pela alegria de Deus, me sinto solida e me sinto de pé, a minha opção por Jesus me faz mais alegre.

Antes eu corria atrás de alegria que me deixava triste, voltava para casa decepcionada

Hoje vivo a alegria que nasce de Deus, que nasce da pertença religiosa

Estou movida por um processo de Deus que nunca termina, me interpreto de um jeito novo, a Palavra de Deus me conecta com a vida de um jeito nobre e valioso

São Paulo faz um pedido que me comove – “ Doravante ( a partir de agora) que ninguém me moleste( Me fira, invada meus limites) eu trago em meu corpo as marcas de Jesus

A experiência de Paulo lhe coloca no direito que seu corpo não seja um território de moléstia.

Essa Palavra estabelece limites, um limite necessário daquele que se reconhece como um território Santo, ninguém tem o direito de atingir o que é Sagrado em mim, dentro do meu coração, farei de tudo para que cada vez mais cresça a consciência que sou um território Santo e que precisa ser cuidado.

Ontem o Dunga falava da malicia do mundo mundano, do aliciamento para que tenhamos um péssimo gosto. O grande aliciamento que a sociedade faz hoje com relação a Juventude é exatamente o pedido de Paulo “que ninguém me moleste”.

Nossa juventude está sendo molestada pelo péssimo gosto de hoje, estão gostando de coisas fúteis, de frases tão desrespeitosas, tão afrontosas a dignidade da mulher, é mau gosto, é muito mau gosto e diabólico.

De nada vale a cruz no peito se a mente não for cristã, se não temos essa consciência iluminada para perceber o que há de pior na vida de hoje, lugares, festas, onde é regra para o mundo.

O mau gosto do mundo não se hospeda na minha alma.

Obedecemos os comandos de quem não tem o mínimo respeito pôr nós.

Jesus me envia!

Ainda não sou referência, mas, sei que ele me prepara, Jesus solicita o meu corpo para que a Igreja viaje em mim. Ainda que aqui parada, sinto que já estou saindo a Evangelizar, sinto o chamado o tempo todo, mesmo me sentindo totalmente despreparada, sei que ele me prepara, porque tenho disposição e é dessa disposição que Jesus precisa.

Me disponho a ação de Deus, numa revolução silenciosa

A  meta hoje é falar de Deus com a minha vida, preciso ser melhor, melhor, muito melhor

Hoje ainda não enxergam Deus em mim

Deus  está agindo eu sinto isso, embora ainda não seja visível aos olhos de muitos

Meu nome está inscrito no céu

Deus é presente em mim

A minha luta diária é para que não prevaleça os meus defeitos

 

Consagrada a Ti Senhor

Postagens mais visitadas deste blog

O luto, o velório a vida – Perolas de Pe. Fábio de Melo

Toda vez que falamos em sofrimento, de insegurança de medo, falamos de limites. E nessa hora também podemos perceber o cuidado de Deus na nossa vida. No sofrimento perdemos a graça, perdemos a mobilidade, mas, nossos olhos encontra alguém que nos segura. Jesus recebe a noticia de que Lazaro estava morto. Lazaro o melhor amigo de Jesus. Betânia representava para Jesus o lugar de descanso, está com os amigos de Betânia era para ele o lugar onde renovava as forças. Jesus viveu para fora, ele não se economizou. Nesse contato intenso tinha uma vida interior preservada. Não devemos construir cercas. Se um dia estiver no velório de alguém, esteja para chorar junto com ela. Não devemos ter respostinhas prontas. É preciso estar com pessoas que veem além das aparências. Jesus foi ao tumulo de Lazaro que já estava morto há quatro dias. Jesus não se prende as regras. Jesus diz Lazaro vem para fora, o sepulcro não é seu lugar. Falemos de mortes não biológicas. O grande problema da morte é o …

Indiferença

Hoje o tema que escolhi para postar foi a indiferença.Se quiseres machucar uma pessoa, seja indiferente a ela.O que Jesus diria dos indiferentes? Dos que ignoram o outro?Algumas perolas que li e concordo.Autor: Jorge Humberto“A indiferença é a hostilidade em pessoa e é por si só o pior dos sentimentos humanos, que se pode oferecer sem um pingo de arrependimento, aos nossos semelhantes. Quem usa de indiferença castiga sobremaneira a outra pessoa sem que esta se possa defender, pois o indiferente não oferece abertura, para uma conversação, já que se fecha na sua inimizade. O pior é que a pessoa indiferente no trato com o outro, tira prazer disso no seu egocentrismo desumano e incansável, pois estas pessoas gostam de causar dano às pessoas de bem. A indiferença maltrata sem uma única réstia de arrependimento.Quem é indiferente basta-se a si próprio, ou assim o julga, e retira desse sentimento defeituoso um gozo inesgotável, que gosta de apregoar aos sete ventos. São pessoas sarcásticas e…

Escolha a melhor parte

Pérolas da Pregação Sorrindo Pra Vida – Canção Nova Márcio MendesA Palavra meditada, hoje, está em São Lucas 10,38-42:
"Enquanto caminhavam, Jesus entrou num povoado, e certa mulher, de nome Marta, o recebeu em sua casa. Sua irmã, chamada Maria, sentou-se aos pés do Senhor, e ficou escutando a sua palavra. Marta estava ocupada com muitos afazeres. Aproximou-se e falou: 'Senhor, não te importas que minha irmã me deixe sozinha com todo o serviço? Manda que ela venha ajudar-me!' O Senhor, porém, respondeu: 'Marta, Marta! Você se preocupa e anda agitada com muitas coisas; porém, uma só coisa é necessária, Maria escolheu a melhor parte, e esta não lhe será tirada'."Bendito seja Deus por essa Palavra! Há muitas maneiras de nos relacionarmos com Deus, como há muitas maneiras de nos relacionarmos com as pessoas, porque nós nos relacionamos do jeito humano Nós nos relacionamos por meio de afetos, de interesses, obrigações, por meio de responsabilidades, prazer, traba…